sábado, 26 de abril de 2008

CAPRICHO 920

Como não confio em estudos feitos pelos outros,
fui fazer o meu próprio e cheguei às seguintes conclusões....

Meninos são mais inteligentes, pois...

• Fazem assinatura da PLAYBOY,
escaneiam e liberam tudo na internet.

• Percebem a profundidade estética de um soco ou um tiro num filme de ação.

• Odeiam novelas, um monte de gente choramingando por um amor perdido.

• Não perdem tempo escolhendo a roupa.

• Têm que saber levar um papo
esperto para xavecar as meninas.

• Quando arranjam namorada, não deixam de ir ao futebol
e sair com os amigos mesmo que ela
fique sozinha e deprimida em casa.

• Com 16 anos, tiram a carteira e pegam o carro
do pai para sair com as meninas.

• Têm 4 bilhões de neurônios a mais que elas.

Meninas são mais inteligentes, pois...

• Fazem assinatura da CAPRICHO e ajudam
a pagar o meu salário,
que uso para pagar a internet e
ver as fotos da PLAYBOY.

• Percebem a “profundidade estética” de um soco ou um tiro num filme de ação.

• Odeiam futebol, um monte de barbados
chorando por uma partida perdida.

• Sabem a importância de estar bem vestida.

• Têm que compensar a burrice do papo dos meninos
que ficam tentando levá-las no xaveco.

• Quando dão o pé na bunda do namorado,
vão para o shopping e caem na balada com as amigas,
deixando o ex sozinho e deprimido em casa.

• Com 14 anos, saem direto com os meninos
mais velhos que têm carteira de motorista.

• Utilizam seus neurônios para pensar sobre muitas coisas,
enquanto os meninos utilizam 90% dos
seus pensando somente em sexo,
sobrando apenas 10% para o resto.

Jerri Dias é mais inteligente porque sabe
colar nas provas como ninguém.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

CONVERSA DE BAR - conto


Era um pequeno bar-restaurante onde sempre se encontravam. Eram da casa. Sérgio, Mário e Gérson. Três amigos da adolescência. Adolescência que já fora ultrapassada há duas décadas. Conversavam muito, sempre com brincadeiras na ponta da língua, sempre sorrindo, sempre contentes. Até o dia em que Ela se sentou junto à eles, ocupando a quarta cadeira, sempre desocupada.

Um sentimento de mal-estar geral tomou conta de todos à mesa, com exceção da jovial e bela garota. Os sorrisos fecharam-se e as brincadeiras cessaram. Ela não era bem vinda entre eles. Mário tentou distrair os outros e a si mesmo daquela presença perturbadora, mas ela continuou ali, persistente como a própria Insistência, sua prima.

Quando todos notaram que ela não sairia fácil do local, renderam-se às suas estranhas perguntas. Ela perguntou se eles gostavam de suas vidas, se elas eram boas ou ruins, se eram justas ou injustas.

Não havia queixas contra a Vida, responderam eles. Sérgio era feliz. Homossexual não assumido, escondia de Gérson e Mário sua preferência por homens para não arriscar perder amigos de tão longa data. Mário era feliz. Com estranhas manchas pelo corpo todo, exceto as extremidades, tinha vergonha e medo dessa doença que nem seu médico sabia dizer o que era. Gérson também era feliz. Paralítico da cintura para baixo há vinte e três anos, via freqüentemente sua esposa sair para visitar seus amantes.

Ela não acreditou. Disse que assim fosse, ela não estaria sentada entre eles. Desgosto mostrara o local à Ela. Lhe indicara até mesmo a mesa. Os amigos reagiram. Desgosto estava enganado. Afirmaram e reafirmaram sua felicidade. Gérson até arriscou um palpite: “Não teria sido Humor a pregar-lhe uma peça?”

O palpite foi considerado, embora com certa suspeita. “Talvez não tenha sido Desgosto, como você disse”, sussurrou. Um sussurro vindo de muitos milhares de séculos atrás.

Ela levantou-se e caminhou lentamente até a saída. Os olhares dos três a acompanharam até que Ela sumisse de suas vistas. Prestaram atenção para ver se não escutariam o som de suas asas, mas nada escutaram. “Ela é silenciosa”, observou Gérson. Os demais assentiram com a cabeça.

Depois do ocorrido nunca mais se viram.

Janeiro, 1992

quarta-feira, 23 de abril de 2008

ASSUNTO DE INIMIGA - O LIVRO


Capa de Nik Nevs.

Como já dizia Goebbels, propaganda nunca é demais, então taí, o meu livro de humor Assunto de Inimiga para aqueles que ainda não o compraram, agora só em sebo. Ou baixando no link. ;-) E boa leitura. Ou não, você decide depois de ler.

segunda-feira, 21 de abril de 2008

FILMES VELHOS?

A deusa vamp Louise Brooks,
protagonista do excelente A Caixa de Pandora (1928).


Esse post é uma introdução a minha nova seção de crítica retrô,
onde vou criticar filmes “antigos”. As críticas virão em breve.

O termo antigo ou velho aplica-se normalmente para qualquer filme que tenha sido lançado há mais de um ano. Jean-Luc Godard, cineasta francês, falou certa vez sobre esse costume de se chamar um filme de velho, sendo o cinema considerado arte. Popularmente, o filme é tratado como se fosse uma roupa que saiu de moda e ninguém mais quer usar ou ser vista com ela. Afinal, você já ouviu algum crítico ou uma pessoa qualquer dizer: “Ontem fui ver umas pinturas antigas do Magritte numa exposição.” ou “Estou lendo uma peça velha de Shakespeare.”?! Normalmente as pessoas omitem adjetivos do tipo “velho” e “antigo” e simplesmente citam o autor ou a obra, porquê tais obras são atemporais, podem ser lidas ou vistas em qualquer época que sempre haverá alguém disposto a ser levado por elas. E isso não vale para obras consagradas, vale para qualquer uma, desde que haja alguém para olhar, ler ou assistir. Filmes como Intolerância, Encouraçado Potenkim, Tempos Modernos, Cidadão Kane e milhares de outros filmes importantes são tachados de velhos pela maioria das pessoas e acredito que isso acabe contribuindo para gerar mais preconceito contra filmes clássicos, preto e branco ou mudos pelos espectadores modernos, mal-acostumados com explosões de cores, efeitos especiais e cenas ultra-clipadas. Não que isso seja ruim, mas o cinema de ontem não deve nada ao de hoje, mas o de hoje deve tudo ao de ontem.

E a seção de crítica retrô vai servir também para indicações de filmes que você talvez nunca tenha ouvido falar, mas que talvez venha a gostar se manter sua mente aberta e livre de preconceitos.

À todos uma boa sessão.

domingo, 20 de abril de 2008

CAPRICHO 918


Prepare-se para julho!

Por que só fazem previsões no fim do ano?
Legal é previsão todo mês! Aqui estão as...


PREVISÕES PREVISÍVEIS DE MADAME ZORAYA ASTROSA

Celebridades

Na edição 919 da CAPRICHO,
um jovem ator da Globo se declarará solteiro e disponível,
o que vai arrasar com o coração da namorada dele.

Roberto Carlos vai anunciar que fará seu especial de
Natal na Globo, surpreendendo a todos.
O novo clipe de Britney Spears vai causar
polêmica pelas cenas de sexo.
Nos Estados Unidos, claro, porque no Brasil
cenas como essas passam na novela das 6.

Capricho

Uma das jornalistas mais queridas
da redação vai ganharuma bolada no bingo e decidir
morar na Tailândia durante um ano.

Economia

Vai acontecer uma liquidação-surpresa numa loja de
departamentos e o primeiro cliente vai poder levar tudo o que
puder carregar de graça. O nome da loja eu não conto.

Política

A biblioteca de George Bush Jr. vai explodir num atentado
e ele vai perder todos os seus livros.
E um deles ele ainda nem terá acabado de colorir.

Moda

A nova coleção outono-inverno vai privilegiar
um visual estilo Matrix – eles também vão querer
lucrar com a onda do filme.

Mico

As leitoras da CAPRICHO vão continuar pagando
muito mico para tentar aparecer na revista. A vida continua...

Jerri Dias vai escrever mais uma coluna
sem graça na próxima edição.



quinta-feira, 17 de abril de 2008

O JARDIM DAS ÁRVORES EMPALHADAS - micro-conto


Aquelas criaturas que durante a noite beijam-se e trocam carícias no Jardim das Árvores Empalhadas.

As criaturas que durante a noite nada podem fazer a não ser observar as criaturas que beijam-se e trocam carícias no Jardim das Árvores Empalhadas.

Porto Alegre, 1990


quarta-feira, 16 de abril de 2008

CAPRICHO 917


Não, eu não pulei Capricho nenhuma. Na verdade a Capricho é que resolveu me pular na época testando dois outros colunistas na seção e por isso fiquei sem publicar nas edições 915 e 916. Não sei porque eles não continuaram. Ouvi dizer que sofreram um acidente misterioso...



Sabe aquelas frases que param no meio?
Pois elas continuam, só que ninguém tem coragem de dizer o que vem depois.
Pois aqui está o...


GUIA DE FRASES INCOMPLETAS!

• Do seu pai: “Marcinha, sua mãe e eu só queremos sua felicidade...
... Longe daquele seu namorado metaleiro!”

• Da sua melhor amiga: “Lisa, como você ficou bem...
... Mais gorda!”

• Da exibida da turma: “Ontem eu e o gatinho do Sérgio ficamos...
... Esperando um tempão pelo ônibus.”

• Na balada: “Hoje eu vou beber até cair...
... Em coma alcoólico.”

• No karaokê: “Que voz...
... De porco sendo degolado!”

• Na aula: “Eu não fiz o trabalho porque meu computador estragou...
... E não deu para copiar tudo da internet.”

• No ginecologista: “Doutor, eu sempre peço para usarem camisinha...
... Na primeira vez.”

• Da presidente do fã-clube: “Eu amo o KLB...
... Enquanto eles forem famosos.”

• Da sua amiga que calça 42: “Sabe, eu adoro cabelo cacheado...
... Como o seu.”

• Do seu ficante: “Eu vou ali no bar pegar uma bebida...
... Para aquela moreninha linda.”

• No shopping: “Uau! Essa calça arrasou...
... Com seu visual.”

• Na saída do cinema: “Matrix Reloaded é supercabeça...
... Mas não entendi nada.”

• Da fofoqueira da turma: “Me contaram que a Patrícia saiu com o Lucas e deu...
... O maior fora nele.”

Jerri Dias é muito legal...
...até você conhecer ele
de verdade.

terça-feira, 15 de abril de 2008

A Morte dos Lactobacilos Vivos - curta de animação

Esse é um curta trash nacional em formato trailer muito engraçado. Ele é falado em inglês super-tosco com legendas e vale a pena assistir. Tem piadas bem inspiradas.



sábado, 12 de abril de 2008

CAPRICHO 914


Chega de empulhação.Agora vai ou racha!Aqui estão as...


DIETAS QUE FUNCIONAM!

Dieta de Páscoa

Compre uma barra de 200 g de chocolate amargo,
uma de chocolate branco,
uma de chocolate preto e branco,
uma de chocolate com amendoim,
uma de chocolate com flocos
e para finalizar uma de chocolate com avelã.
Esconda tudo dentro do seu armário
para o seu irmão morto de fome não pegar.
Quando todos estiverem dormindo,
acenda uma vela e pegue os chocolates.
Devore tudo lendo a última CAPRICHO.
Repita o ritual sempre que comprar a CAPRICHO.

Dieta da banana split

Todo dia vá até uma sorveteria.
Peça uma banana split com bolas extras
e uns morangos por cima para ficar mais gostosa.
Coma até cair sete vezes por semana durante três meses.
Atenção: não pode repetir a sorveteria,
ou a dieta pode ficar enjoativa.

Dieta da pizzaria

Toda noite ligue para a pizzaria do meu tio
e peça uma pizza gigante superfamília
com borda recheada de catupiry.
Só pode ser calabresa, bacon, cinco queijos,
lombo, estrogonofe ou de presunto.
Importante: não peça pizzas com legumes e vegetais,
senão a dieta não vai funcionar bem.

O que foi?
Eu nunca disse que era uma dieta para emagrecer.

Jerri Dias está ficando gordo.

domingo, 6 de abril de 2008

CAPRICHO 913


Cá pra nós, o pessoal de Hollywood anda abusando dos roteiros ruins.
Diz que eu estou mentindo, diz...

VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME QUANDO...

... O vilão tenta matar o herói de novo antes do final, mesmo que ele já tenha sido nocauteado, atropelado, caído de um penhasco, diluído em ácido ou explodido.

... A mocinha odeia o herói no início, mas acaba ficando com ele, mesmo que seja um cafajeste completo – um cafajeste de bom coração...

... Apesar de o filme se passar na Idade Média, os cavaleiros europeus sabem lutar artes marciais muito bem.

... O terrorista colocou uma bomba num estádio de futebol e o herói consegue desarmar a bomba cortando o fio vermelho a menos de dois segundos da hora H. Ou será que foi o fio verde?

... O casal apaixonado vai transar e a câmera desvia para um quadro, para o mar, para o céu, para os passarinhos, enfim para qualquer coisa para não deixar a gente ver o que eles estão fazendo na cama.

... Os aliens sempre são mais inteligentes e superiores, mas apesar disso aparece um humano (humano americano!) que inventa ou descobre uma porcaria qualquer que acaba com os aliens, que já devastaram muitas outras civilizações antes da nossa.

Jerri Dias só vê porcaria no cinema.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

ANONYMOUS - conto


O homem atravessa o deserto. Seu andar arrastado levanta pequenas ondas de pó e areia. Ele tem sede mas não se importa. Ele está cansado desse andar interminável de sua vida. Ele lembra de quando essa planície desolada era um oceano. Tudo está seco agora. O homem não tem mais lágrimas para derramar.


O homem cessa sua marcha. Ele olha para dentro do abismo. E como sempre, o abismo lhe parece bom e infinito.

O homem mergulha e o tempo se dilata. O tempo passa e apesar de todo o peso de sua consciência, o homem não cai mais rápido do que as pedras que o acompanham. O som do vento soa como ondas batendo em um rochedo. E no momento que antecedeu o choque o homem poderia jurar que sentiu cheiro de água salgada.

O volume de areia e pó que se ergue do chão dissipa-se lentamente. No baixar da poeira o homem está lá, no fundo do abismo.

Ele está ajoelhado e suas mãos mal conseguem conter o mar de lágrimas salgadas que brotam de seu rosto.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

CAPRICHO 912


VOCÊ É FASHION?


1. Você vai à São Paulo Fashion Week e...

a) capricha no visual, ou seja, coloca meio guarda-roupa por cima.
b) acha tudo estranho.
c) fica contando quantas modelos têm celulite.

2. Sua irmã conta que pretende fazer um piercing escondido dos seus pais. Você...

a) dá o endereço de um cara que põe piercing bem.
b) acha maneiro, mas como ela rasgou sua saia preferida você conta para seus pais.
c) acha que nenhum cara legal vai namorar com ela.

3. Você deixa de ser pati e passa a andar com as modernosas da escola. Aí percebe que elas...

a) são iguais às patis, só mudaram as roupas.
b) queriam ser pati.
c) não sabem que “fashion” é “moda” em português.
Mais A - Fashion

Suas amigas desconhecem a sua paranóia quando algo
sai de moda e você não fica sabendo.
Mais B - Over

Você tá com tudo em cima, garota.
Tire um pouco desses acessórios, essa meia na cabeça,
e vista a calcinha por baixo da saia, não o contrário.
Mais C - Brega

Sejamos francos, sem gente como você,
como os outros poderiam dizer que são fashion?

Jerri Dias foi cumprimentar as modelos nos bastidores
mas foi contido pelos seguranças.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

O SOBREVIVENTE (Rescue Dawn, 2006)


Na sua primeira excursão em Hollywood, o veterano diretor alemão Werner Herzog se sai muito bem. Com base em seu documentário Little Dieter Needs to Fly (1997), Herzog constrói mais uma vez a saga de um homem obcecado. Qualquer semelhança com o próprio diretor não é mera coincidência. Nesse caso a obsessão se traduz na aventura de um piloto alemão naturalizado americano, Dieter Dengler (Christian Bale), em sobreviver à uma queda de avião, à selva tropical, à prisão e às torturas que lhe são impostas pelos soldados comunistas de Ho Chi Min. Numa performance admirável, Christian Bale repete mais uma vez uma metamorfose digna de O Operário, emagrecendo muitos quilos para o papel. Dessa vez, porém, os atores já chegaram muito magros no primeiro dia de filmagem, pois o filme começou a ser rodado a partir do final, e forma ganhando peso no desenrolar da película. Steve Zahn, comumente um ator cômico coadjuvante é uma grata surpresa. Apesar de manter um certo ar infantil, isso parece se dever muito mais às privações que seu personagem sofre, já que todos, durante o cativeiro, vão perdendo aos poucos suas faculdades mentais devido às torturas e principalmente à falta de comida. Jeremy Davies, esquelético, foi elogiado por seu papel, mas fora o fato da modificação física, ele repete o mesmo personagem de vários filmes anteriores. Davies parece simplesmente atuar completamente chapado. O dia em que ele mostrar um personagem sóbrio eu passarei a encará-lo como ator de verdade.

Quanto ao filme, Herzog consegue construir um filme de guerra, prisão e fuga com um mínimo de ação mas tensão de sobra. A certeza dos obcecados é o que move o personagem de Bale a acreditar que ele vai escapar da prisão e da selva que o cerca, não importa quanto ele tenha que esperar, que sacrificar ou até mesmo o que comer.

O epílogo do filme me pareceu um pouco estranho a princípio, por achar que estava vendo mais uma cena de patriotada americanóide, mas Herzog evita que o protagonista endosse tais idiotices e consegue transformar a seqüência toda numa bela homenagem à camaradagem dos colegas e à felicidade de se estar vivo.

terça-feira, 1 de abril de 2008

CAPRICHO 911

"Monstrinhos miseráveis."


O Jerri adorou a matéria da Nana e da Erika de volta à escola
[Ed. 909] e foi fazer igual. Veja como ele se saiu:

NUNCA FUI BEIJADO

• Quando disse pra turma que tinha 17 anos, ninguém
acreditou, todo mundo achou que eu devia ter uns 27 anos.

• Porque eu tinha cara de 27, o pessoal achou que eu era
retardado pra ainda estar no 3º ano.

• Pra piorar, me dei mal pra caramba nas aulas de
matemática,física e química e descobri
que o tempo não me deixou mais sábio.

• Eu era o único rapaz que não usava piercing em alguma
parte do corpoe logo fui tachado de bundão.

• O professor de português não foi com a minha cara e usou
minha redação sobre Volta às Aulas como (mau) exemplo para a turma.

• Nenhuma menina quis ficar comigo, mesmo eu sendo mais velho.

• Descobri que não se usa mais gírias como tri-tric rolimã, xará e deitar o cabelo.

• Quando falei que gostava de dinossauros, passaram a me chamar de nerd.

• Olhei nos olhos do valentão da turma, ele achou que
eu estava encarando e tomei um pau na saída.

• Quando revelei que escrevia para a CAPRICHO,
os garotos começaram a me chamar de veado.

Jerri Dias repetiu o ano.