segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

CAPRICHO 948

Cartum do The New Yorker.

Greve de Filósofos

Cartaz 1: Apoie Epistemologistas. 191 local. Federação Unida de Filósofos.
Cartaz 2: Sem mais buscas pela Verdade até que nossas exigências sejam atendidas.
Cartaz 3: Nós estamos certos e eu posso provar isso usando a lógica.


Você já parou para pensar no sentido da vida? Não?! Nem eu! Isso nem dá dinheiro. Mas só para não passar por superficial, que tal descobrir se...

VOCÊ É UMA FILÓSOFA?

1. Quando dois meninos da sua escola estão brigando, você...


a. Pensa que, qualquer que seja a desavença, eles poderiam ter sentado e discutido sobre os motivos que os levaram até aquela situação extrema e desagradável.


b. Grita “Brigaaaaa!” e chama todo mundo para ver.


c. Não olha, pois tem pavor de sangue.


2. Quando sua melhor amiga chega e diz que vai ficar um ano fora fazendo intercâmbio na Índia, você...


a. Fica com inveja, pois ela vai ter acesso direto aos textos dos filósofos indianos que viveram lá 1 500 anos a.C.


b. Pergunta se tem Disneylândia lá.


c. Acha que é programa de índia.


3. Quando seu namorado tem uma crise de ciúme, você...


a. Faz um longo discurso sobre a dialética dos gêneros, conceitualizando as idéias de Nietzsche sobre o feminino como sendo ultrapassadas.


b. Manda o cara se tratar e dá um pé na bunda dele.


c. Baixa a cabeça e não olha para mais ninguém na rua.


Respostas


Mais A • Pedante


Todo mundo acha você a maior chata. O melhor que você tem a fazer é largar esse monte de livros e começar a ler Paulo Coelho.


Mais B • Pragmática


Você é uma superfilósofa, pois sabe aproveitar a vida e as coisas que ela oferece. Go, girl!


Mais C • Mal-do-século


Você só vê as coisas pelo lado negativo. Para você, o mundo acabou quando Kurt Cobain morreu.


Jeri Dias pensou muito sobre o sentido da vida e depois deu a descarga


Você enfia o dedo no nariz e limpa a meleca na tela do PC? Tenha uma tela de PC sempre limpa e brilhante com DOGCLEANER.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

O BAILE PUNK GÓTICO DA SAUDADE


Cartaz do show que assisti na sexta-feira 13...

Como todo mortal, eu também fico velho, mas como eu sou mais arrogante e diferente do que a maioria dos mortais, eu não entro na onda da maioria dos meus contemporâneos afirmando que os filmes, as músicas e tudo o mais era melhor nos anos 70, 80, 90. Até porque o problema não são as músicas nem nada do tipo, é o simples fato de que eles sentem saudades da adolescência. Como não tenho saudades da adolescência, não sofro disso. Eu até já fiz um crônica sobre o assunto aqui no blog. Confira.

Mas como eu ia dizendo, normalmente não costumo fazer parte das turbas nostálgicas que vão aos shows de velhas bandas e cantores atrás dos trocados dos antigos fãs, até porque conto nos dedos as bandas ou cantores que realmente conseguiriam me fazer gastar uma grana razoável para vê-los. Tipo, curto muito a Madonna, mas como já vi em várias apresentações que ela não tem voz alguma, dispenso.

Já Peter Murphy é dono de uma das vozes mais graves e profundas do rock dos anos 80, comparável com as de David Bowie, Iggy Pop e Leonard Cohen. Mas diferente dos dois primeiros, ele teve apenas dois clips que realmente rodaram na MTV nos anos 80 e 90 e nem o Bauhaus, sua banda anterior, ou ele, foram conhecidos do grande público. Mas se você curte um rock alternativo mais sombrio, pode ser que goste.

Um pouco de história:

Peter Murphy era vocalista da extinta banda Bauhaus, banda londrina nascida na batida do movimento Punk, mas por fazer músicas mais soturnas e ter performances mais lúgubres e vampirescas, foi inserida na categoria conhecida com Punk Gótico. Bauhaus, The Cure, Sisters of Mercy e Echo and The Bunnymen influenciaram a futura moda e comportamento punk gótico no mundo inteiro, cujos adeptos, nos anos 80, eram conhecidos ora como Góticos, ora como Darks. Apesar de terem um visual que inspirou os atuais Emos, é bom lembrar que a influência Punk hardcore não faz parte da história dos Emos.

Já o Bauhaus eu conheci em 83, quando vi o carismático e cadavérico Peter Murphy abrindo o filme FOME DE VIVER, de Tony Scott, com a canção “Bela Lugosi is Dead”. Bela Lugosi foi o primeiro ator a interpretar a versão oficial de Drácula no cinema. O filme, com magníficas atuações de David Bowie, Catherine Deneuve e Susan Sarandon, foi o melhor filme sobre vampiros da década de 80. Se você gosta de cinema de verdade, você tem que ver este filme!

E entre 89 e 92, pode-se dizer que eu era uma daquelas figuras de preto, com ares vampirescos, que andava pela cidade à noite junto com alguns amigos meus. Mas nossa simpatia não era apenas pela moda e pela música, mas também pelas origens da coisa toda, que eram os ultra-românticos e a literatura gótica. Álvares de Azevedo, Lord Byron, Percy Shelley, Edgar Alan Poe e outros autores eram os verdadeiros disseminadores dos amores desesperados e da morte como a saída para os amores impossíveis.

Infelizmente, notamos muito cedo que a maioria esmagadora dos góticos não tinham menor idéia das origens de suas roupas, atitudes e gostos pelo macabro e logo vimos que quase todos eram na verdade, posers.

Eu e meus amigos, apesar de curtirmos bastante essa fase, nunca nos assumimos como góticos ou darks, até porque, quando fazia calor, a gente colocava nossas bermudas e camisas claras, enquanto alguns deles andavam cobertos de preto dos pés a cabeça num sol de 35°C! Não sei por que, eles achavam que moravam em Londres...


Mas eu nos autodenominei ‘Beat Góticos”, em homenagem ao movimento literário Beat dos Estados Unidos, só pra não dizer que nunca pertencemos a uma tribo.


Ah, sim, o show...

O show foi muito melhor do que eu esperava, apesar de ser um show que eu teria apreciado muito mais se tivesse visto 20 ou 15 anos atrás, pois ver o cinqüentenário Peter Murphy realizar certas performances adolescentes no palco dava um certo ar melancólico e patético às vezes. Mas felizmente ele manteve a elegância durante quase todo o show e o vozeirão matador que você escuta no CD é o mesmo que você escuta no palco. Sem enganações.

E ele cantou desde músicas recentes até sucessos hardcores do extinto Bauhaus. E ainda homenageou seu amigo Iggy Pop cantando "Lust for Life"! Foi como escutar o original! Sem falar que ele voltou duas vezes pro bis e cantou mais 4 músicas num show que durou mais de 2 horas! Um deleite para os fãs e até para quem mal conhecia Peter Murphy.

E como eu tenho uma amiga influente, ela me colocou, junto com a Xanda e outros amigos, nos bastidores pra cumprimentar pessoalmente Mr. Peter Murphy com direito a fotos. Depois eu posto no orkut.

O clip abaixo tem uma estética super fim dos anos 80 e ficou bem datado, mas a música continua boa...


sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

CAPRICHO 947

A Alessandra Ambrósio deve ter sofrido muito...

Meninas bonitas também sofrem. Veja aqui os...

10 GRANDES DILEMAS DAS MENINAS LINDAS DEMAIS

1. A maioria dos meninos são inseguros e nem chega perto com medo de fazer ridículo, logo a menina linda tem poucas opções e vive sem namorado.


2. Como qualquer maquiagem cai bem nela, ela nunca fica na dúvida e não tem motivo para ficar horas se maquiando, como a maioria das meninas adora fazer.

3. Ela tem que se acostumar a passar uns bons 20 anos sendo chamada de “gostosa” pelos bagaceiros de plantão.

4. Ela tem que namorar o cara mais bonito da escola, mesmo não gostando dele, senão ficam todos falando que ela tem um namorado que não serve para ela.

5. E quando arranja namorado, os amigos dele vivem dando indiretas para cima dela.

6. Ela é muito mais vigiada pelo pai, que sabe que os meninos estão todos de olho na filhinha dele.

7. Todo mundo sabe com quem ela fica ou está namorando.

8. Ela é alvo de inveja de todas as suas amigas e colegas.


9. Se ela engorda uns quilinhos, tem que ficar ouvindo “Mas você era tão bonita...”

10 . Todo mundo acha que, por ser muito linda, ela é burra. A situação piora se ela for loira.

Jerri Dias namora uma menina linda, embora ninguém concorde com ele.


Pois é, andei errando os números da revista, mas agora vou acertar... Foi maus.

Post novo no blog.


Coluna inédita no site.

Spiegel Im Spiegel - Arvo Pärt

Lá no rodapé você assiste um vídeo feito por um fã de Arvo Part, esse compositor da Estônia que é um dos maiores talentos da música erudita contemporânea.
A música dele até me faz acreditar que existe algo de divino no ser humano.
A tradução do título é "Espelhos em Espelhos".

domingo, 8 de fevereiro de 2009

ILÍADA


Brad Pitt encarnou Aquiles na última versão da obra de Homero, o apenas razoável Tróia (EUA, 2004).

O Autor

Homero foi o primeiro grande poeta grego cuja obra sobreviveu até nossos dias. Supostamente viveu no século VII A.C., período que coincidiu com o ressurgimento da escrita na Grécia. Consagrou o gênero épico com as obras Ilíada e Odisséia.
Mas alguns estudiosos afirmam que a Odisséia teve enxertos de outros autores e não pode ser totalmente atribuída a Homero.


Os Cantos

Sendo esta uma obra cantada em praça pública há 2.600 anos atrás, os capítulos são divididos em cantos ou versos que narram dois meses do último ano do cerco de dez anos à cidade-fortaleza de Tróia pelo exército grego comandando por Agaménon e capitaneado pelo maior herói grego, o invencível Aquiles.

Muito diferente do recente filme Tróia de Wolfgang Petersen, que optou por uma linha mais realista, o original mescla a luta de gregos e troianos com as dos deuses olímpicos, que entram e saem da batalha o tempo inteiro, alterando o curso da guerra de acordo com seus humores.


E ainda assim, o livro se mostra extremamente realista ao cantar hinos aos dois lados, pois a fútil razão da guerra de Tróia (o rapto de Helena), não desmerece a honra e a bravura nem de troianos nem gregos. Sem falar na violência explícita das batalhas.


A leitura não é fácil para quem não está acostumado a ler poemas ou com um vocabulário rebuscado, mas se você se deixar levar, lá pelo Canto III ou IV você vai sentir como se estivesse lendo o melhor livro de aventura de sua vida. E é sempre um prazer ler uma obra escrita tanto tempo atrás e defrontar culturas antigas com a nossa e perceber, infelizmente, quão poucos os homens mudaram. E o estilo de Homero é tão majestoso, lírico e sagaz que empalidece quase todo autor e obra escrita hoje em dia. Se eu possuísse 10% do talento de Homero, meu Nobel de Literatura estaria garantido.


E se você um dia teve curiosidade para saber onde O Senhor dos Anéis, Guerra nas Estrelas e tantos outros épicos literários e cinematográficos se inspiraram, esta é a fonte original de toda literatura e filme envolvendo guerra, honra, bravura, sacrifício e cólera. A Ilíada é considerada a obra fundadora da literatura ocidental e nas listas das 100 maiores obras literárias mundiais, ela está sempre em 1° lugar.


A edição da Ediouro com tradução de Carlos Alberto Nunes mostra-se um trabalho caprichoso e meticuloso, onde toda palavra foi pensada e repensada antes de colocada no papel. O livro conta com uma extensa introdução sobre as duas obras de Homero e ao final, um glossário sobre todos os personagens do livro.


Trecho do CANTO XXI

Neste canto, Aquiles chacina dezenas de troianos em uma luta dentro do rio Xanto. O rio se enfurece em ter as suas águas cheias de mortos e sangue e tenta afogar Aquiles.

“E a muitos mais, por sem dúvida, Aquiles veloz prostaria,
se indignação não sentisse a corrente de vórtices túrbidos,
que, forma de homem tomando, do fundo das ondas lhe fala:
‘Inclíto Aquiles, supera a todos os homens em força
E em ações ímpias, também, porque sempre os eternos te amparam.
Se te concedes Zeus grande que todos os Teucros destruas,
sai do meu leito e esses atos horríveis no plaino executa,
que minha bela corrente se encontra entulhada de mortos.
Não me é possível levar para as ondas divinas as águas,
Que me represam os corpos; e tu de matar não desistes!
Meu grande espanto confesso; é o bastante, senhor poderoso!’”

Quer comprar baratinho?

Estante Virtual


Boa leitura.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

CAPRICHO 952

Eu até tentei argumentar com eles, mas eles não quiseram dar ouvidos à voz da razão...

Hoje acordei de mau-humor! Então resolvi fazer minha lista de gente que merece...

TOMAR UM PAU!

JOTA QUEST
Toda a banda, afinal se é fácil, extremamente fácil bater no vocalista, então dá pra eu, você e todo mundo bater junto no resto!


GENTE QUE TOCA VIOLÃO EM FESTA
Se toca violão, pode tocar música do Jota Quest, então, pau neles!


CHORÃO
Esse aí gosta de dar pau nos outros, logo, anda merecendo um também.


IVETE SANGALO
Para parar de cantar “Poeira-a-a, poeira”, só tomando um pau.


BRAD PITT
Para deixar de ser tão bonito, só dando um pau para ele ficar com a cara horrorosa.


O CARA QUE INVENTOU O DESPERTADOR
Se alguém conhece, por favor, me mande um e-mail com o endereço dele.


PAULO MALUF
Pela cara-de-pau, ele é meu candidato favorito à tomar um pau!


O RAFA DA MTV
Por ser tão bicho-da-goiaba, ele merece.


O ELENCO DE FRIENDS
Para voltarem a fazer a série!


O ADÃO DA “KIKI”
Por fazer piadas melhores que as minhas.


A PESSOA QUE CRIOU A COMUNIDADE “PAU NO JERRI”
Aí gente, vamos se mexer para acabar com a raça do(a) infeliz!


Jerri Dias levou uma paulada na cabeça e anda meio lelé.


Post novo no blog da CAPRICHO.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

L. I. V. R. O. – Millôr Fernandes

Minha estante principal de livros. Dentro tem algumas centenas de gibis e revistas...


Este é um texto que transcrevo direto da coluna do genial Millôr, das páginas da VEJA (9 de abril de 2008). Tentei achar na internet, mas só encontrei versões adulteradas. A coluna não está toda transcrita, copiei, sem cortes ou adições, apenas o trecho onde ele fala sobre o L.I.V.R.O.

Eis o trecho da coluna PRÉ – E – PÓS MARAVILHAS.

“(...)

Defendendo passado-vivo no presente, já publiquei aqui uma análise do precursor do Computador, o Livro, que muitos julgam extinto:

L.I.V.R.O. Local de Informações Variadas Reutilizáveis e Ordenadas. É um insuperável conceito de tecnologia de informação.

L.I.V.R.O. não tem fios nem baterias. Não é conectado a nada facílimo de usar – qualquer criança pode operá-lo. Basta abri-lo.

É formado por seqüência de páginas numeradas, como milhares ou milhões de informações. As páginas são unidas por um sistema de lombadas, que as mantém automaticamente em seqüência correta.

Dados inseridos nas duas faces da folha duplicam a aquantidade de dados e reduzem custos. Um simples movimento de dedo permite o acesso instantâneo a próxima página. Nunca apresenta “erro geral de digitação” nem precisa ser “reinicializado”. E a informação fica no local em que você a deixou mesmo com o L.I.V.R.O. fechado. A compatibilidade dos marcadores de página é total, permitindo que funcionem em qualquer modelo sem necessidade de configuração.

Inseparável do L.I.V.R.O. está o mais simples e prático computador que conheço – o L.A.P.I.S. Numa ponta o Processador de Texto. Enquanto o computador moderno nos permite escolher apenas entre 234 fontes, o L.A.P.I.S. oferece fontes infinitas, pois cada pessoa tem uma fonte, chamada “caligrafia” pessoal.

E pra tornar a letra negrita, basta a pessoa aumentar a pressão. Tudo muito sensual. Sensualidade inteiramente ausente no Computador atual.

No outro extremo do L.A.P.I.S. você tem o Deletador, chamado borracha, como o qual apaga facilmente qualquer erro cometido.

Em tempo e importantíssimo: tanto o L.I.V.R.O quanto o L.A.P.I.S. não enguiçam!

(...)”

E junto com o vídeo sobre revolução digital, já dá o que pensar....

Post novo no blog da Capricho.

E o Jizz In My Pants está de volta aqui no blog! Dois posts abaixo. Mas por algum motivo idiota, o You Tube tirou do ar somente as versões legendadas. Agora, só para quem manja inglês...

domingo, 1 de fevereiro de 2009

CAPRICHO 951

Documentários com animais pré-históricos são sempre emocionantes!

Hoje em dia, os jovens não sabem mais se divertir. Num arroubo de solidariedade, aqui vão as minhas dicas de...


FÉRIAS DIVERTIDAS DO TIO JERRI!


1. Acordar às 6 da manhã para aproveitar bem o dia sem escola.


2. Ler aquele livro de Química do seu irmão que está na faculdade para estar preparada para quando as aulas recomeçarem.

3. Visitar seu colégio para conversar com seus professores e com os colegas que ficaram de recuperação.

4. Passar a limpo seus cadernos de aula.

5. Sair com a turma para visitar museus, exposições de arte e acabar o dia na biblioteca municipal.

6. Exercitar seu dom de estilista e criar novos uniformes para sua escola.

7. Começar a pesquisar sobre as profissões para quando você prestar vestibular daqui à três anos.

8. Viajar para Passo Fundo (RS), para conhecer um lugar exótico, pessoas exóticas e participar da Jornada de Literatura que acontece lá todo ano.

9. Ir ver os meninos andarem de skate para verificar a altura e a velocidade que corpos em repouso atingem a partir de uma determinada aceleração.

10. E já que ninguém é de ferro, acabe suas noites assistindo uns bons documentários da National Geographic.


Jerri Dias sempre passa as férias sem companhia.


JIZZ IN MY PANTS


Pois é, a NBC Universal mandou apagar todos os vídeos deles. Quem viu, viu, quem não viu... pode ver no You Tube daqui há alguns dias, quando mais um monte de gente vai postar esse vídeo, ignorando as reclamações da chata da Universal.


LUDACRIS - GET BACK


Esse é o vídeoclip que está rolando no rodapé do blog no momento. Se você reconhece essa música e não sabe de onde, talvez seja do engraçadíssimo e inspirado filme TROVÃO TROPICAL, onde Tom Cruise é um produtor de cinema ultra-calhorda e que adora dançar ao som de hip-hop.


Post novo no blog da Capricho.