terça-feira, 23 de agosto de 2016

POEMEUS



VIDA URBANA

Estou só
A solidão é minha companheira
E almoço a morte
Todos os dias



O VICIOSO CÍRCULO DA LOUCURA

Louco
Eu fico louco
De tanto ouvir você dizer
Louco
Eu fico louco



AMBIÇÕES

Correndo, correndo
Correndo, correndo
Eu chego ao lugar
Mas ao chegar
Já não é mais o lugar
Correndo, correndo


Nenhum comentário: