sexta-feira, 14 de junho de 2013

CAPRICHO 1077 - Humor

 
Ontem fui empurrar uma pessoa na piscina gelada e ela desviou e eu caí dentro. Quando saí da piscina eu estava com...

15 ANOS NOVAMENTE!

E a primeira coisa que eu notei foi que meu barrigão de refrigerante tinha desaparecido e meus cabelos tinham voltado! Estava muito feliz até descobrir que os pelos da minha barba tinham sido substituídos por dezenas de espinhas!
Mas tudo bem, eu era nerd e nerd que se preza tem que ter um monte de espinha mesmo.
Mas ter 15 anos com uma mente super-inteligente e absurdamente sábia de um adulto me faria hiper-popular na escola. Eu seria como o Edward Cullen no colégio, mas com óculos, espinhas e sem estilo.
Então fui para a escola. Não me pergunte porquê um adulto com corpo de adolescente iria para a escola novamente. A Stephenie Meyer convenceu todo mundo de que isso é ok, então eu fui para a escola.
Como aluno novo e sem ter os velhos problemas de timidez que tinha antes, logo comecei a conversar com várias pessoas, mas todo mundo falava gírias que eu não conhecia e eu custei a me enturmar.
Mas dominado o novo dialeto, passei a me comunicar com meus colegas, mas ninguém queria saber de conversar sobre as falcatruas do governo, só queriam saber como eles iriam fazer para colar na prova.
Alguns dias depois, matando aula com a galera nova, resolvemos ir no shopping comer porcaria e catar as gatinhas. Chegamos lá, notei que o pessoal ficava contando os trocados para comer no MacDonald’s. Fiquei com pena e paguei tudo com meu cartão de crédito, quase entregando meu segredo.
As gatinhas apareceram e chegamos nelas. Uma delas, a Bruna, debochou de mim, mal sabendo que aquele pirralho de 15 anos era o mitológico Jerri Dias da CAPRICHO. Agora o nome dela está aqui, para ela ver que quem vê cara, não vê coluna. Bem-feito!
Mas apesar de estar curtindo meu novo corpitcho de 15 anos, eu estava chateado de ter que ir para a escola todo dia novamente. E o pior é que Matemática continuava tão difícil quanto antes...
Assim, inventei uma desculpa de que meus pais haviam sido mortos por um macumbeiro poderoso e me deixado com uma cicatriz na testa, que na verdade eu tinha tatuado no dia anterior com um amigo tatuador.
Por incrível que pareça, o mais burrinho da galera acreditou e eu disse que iria morar com meus tios numa cidade distante, mas que a gente se falaria pelo MSN, Orkut, Facebook, MySpace e o Twitter!
Voltei e me joguei na piscina gelada outra vez e voltei ao normal, mas com uma gripe daquelas!

Jerri Dias preferia ter 5 anos novamente.
 
 

Nenhum comentário: