terça-feira, 27 de outubro de 2015

TED 2 (EUA, 2015)

Algumas piadas ainda funcionam, mas não espere muito.


Seth MacFarlane, o criador de UMA FAMÍLIA DA PESADA (Family Guy), volta com dirigir e interpretar o filme e personagem homônimo TED em uma continuação sem novidades. A piada do urso de pelúcia boca suja, delinquente e drogadito já não tem tanta graça contada novamente e a trama e o roteiro não ajudam.  Além da tentativa frustrada de tentar focar parte do filme na luta dos direitos civis de negros e homossexuais ao colocar o urso Ted em uma situação de preconceito e rejeição social em uma comédia que deveria manter o deboche quicando o tempo todo, o filme cede a diversos sentimentalismos baratos e desnecessários em um filme desse tipo.

As motivações e conflitos dos personagens são superficiais demais até mesmo para uma comédia e o excesso de gags e referências que saem completamente fora da narrativa diluem a esperança do espectador em dar boas risadas durante o filme.

É claro que TED 2 tem um ou outro momento engraçado, mas qualquer comédia que queira ser levada a sério (trocadilho intencional) tem que ter muitos momentos cômicos. Ou talvez TED 2 só seja divertido mesmo se for assistido no mesmo estado dos dois personagens principais: bêbados ou chapados. 


Nenhum comentário: