domingo, 21 de agosto de 2011

THE CRANBERRIES & MOBY – Shows


Pois é, esse shows já rolaram faz mais de ano aqui em Porto Alegre e eu sempre quis comentar sobre eles mas sempre ficava com mais vontade de postar sobre outras coisas.
Mas enfim, não é que eu tenha ficado sem assunto - como se pudesse faltar assunto... ;-), mas achei que valia a pena dar uma relembrada e aproveitar pra divulgar dois artistas que admiro muito.




THE CRANBERRIES





Nem acreditei quando soube que a banda irlandesa liderada pela linda Dolores Riordan ia vir pra Porto Alegre. Conheci a banda no final dos anos 90, mas só fui virar fã mesmo alguns anos depois, quando então fui atrás de todos os CDs e clips.

Bem, o show foi no final de fevereiro, num dos verões mais terríveis que já se teve notícia em Porto Alegre, tanto que até em Belém do Pará os noticiários comentaram o calor na capital gaúcha!

No galpão do Pepsi on Stage tinha vários ventiladores gigantes, mas eles não davam conta. Quando o show começou dava para sentir o calor dos holofotes nos 6 metros que me separavam do palco, fiquei imaginando que a sensação térmica no palco deveria ser de 50ºC!!!



Nem demorei muito pra me achar aqui.


Bem, durante os 90 minutos do show, a diva Dolores comentou, bem humorada, várias vezes sobre o calor que estava fazendo e para a felicidade geral de quem estava perto do palco como eu, de vez em quando ela jogava água na gente 

O show em si foi emocionante, deu pra dançar, pular e até chorar em algumas canções. Dois momentos muito legais foram quando ela desceu até o “fosso” e cumprimentou todos que estavam na primeira fileira enquanto cantava “Ode to my Family” e quando todo mundo fez coro para cantar “Zombie”!

Saí de lá extremamente satisfeito com a sensação de paz e alegria que tinha permeado o show inteiro, só triste pelo fato dela não ter me dado bola e me convidado para ir embora junto com a banda.


MOBY





Já o Moby foi mais esperto, veio em abril, quando a onde calor já havia passado. Eu também fui mais esperto dessa vez e cheguei duas horas antes, garantindo um lugar na primeira fileira, grudado na grade baixa.

Moby chegou esbanjando simpatia, pedindo desculpas por ser “um americano estúpido que não fala português” e com uma banda formada apenas por mulheres. Junto, uma violonista oriental lindíssima!

O show, como era de esperar, virou uma festa de rave rock, com praticamente todo mundo dançando e pulando ao som de um dos melhores expoentes da música eletrônica contemporânea!



No canto esquerdo, com o braço direito erguido: eu.


Como Moby sempre faz parcerias com outros artistas, ele trouxe consigo a arrasadora Joy Malcolm para revezar no microfone.

Não contente em brindar o povo com suas grandes composições e batidas, Moby ainda faz uma surpresa para todos cantando um cover de Lou Reed e Led Zeppelin! Nunca dancei e me diverti tanto em um show como nesse e ainda fiquei menos de 2 metros de quase todo mundo que estava no palco, incluindo o Moby!
Momento tiete, eu assumo!


2 comentários:

Fazdiferença? disse...

Nunca irei me perdoar por ter perdido um show que o Cranberries fez em Recife!!! Sempre que escuto alguma música deles, bate aquela depressão... rsrsrsrs

Fica pra próxima! T_T

Mariana barbosa disse...

Muito bom o post Jerry
acesse meu blog?
depoisdetreze.blogspot.com *--*