terça-feira, 27 de outubro de 2009

CIA DAS PRATELEIRAS - Direito do Consumidor

Esses caras devem estar querendo montar uma estante para livros.


Nada como querer organizar um pouco a sua casa e se incomodar por quase um mês com a incompetência dos outros!
Abaixo, o relato do meu martírio pequeno-burguês.
Leiam que vale a pena, pois é tão engraçado, patético e trágico quanto a Cia das Prateleiras de Porto Alegre!

Diário dos meus dias no Inferno das Prateleiras

Dia 18/09 – Entrei na loja e disse que queria prateleiras pra colocar meus livros, pro vendedor já saber que precisava de prateleiras que pudessem suportar bastante peso. Comprei 6 prateleiras (3 brancas, 3 azuis) com 1,40 m por 25 cm. E 12 tucanos de aço cromado, cada um, que segundo o vendedor Dante, suportavam 15 kgs cada, ou seja, eu poderia colocar 30 Kgs em cada prateleira.
Quando eu vi que o nome do vendedor era Dante, eu devia ter suspeitado que as portas do Inferno das Prateleiras iriam se abrir diante de mim.
O Dante disse que entregariam em duas semanas.
Paguei R$ 300,00 no cartão e mais R$ 320,00 à vista.

02/10 – Duas semanas se passaram. Ninguém me ligou. Liguei no meio da tarde para o Dante. Disse que estavam prontas. Se estavam prontas porque não ligou? Apesar de trabalharem no sábado, disse que poderiam instalar na segunda. Tudo bem, mas se sabem que vai ficar pronta em duas semanas, porque não se organizam pra entregar e instalar no mesmo dia ou no dia seguinte?

05/10 – No início da tarde, turno combinado para entrega e instalação, o responsável pelas entregas, Everton, liga às 14:00 hs. avisando que um funcionário não foi trabalhar, atrasou tudo e eles só vão montar na terça, mas que poderiam entregar naquele dia. Sem stress, eu disse que não precisava, afinal, melhor fazer tudo de uma vez e eu não iria precisar ficar esperando ninguém.

06/10 – Esperei a tarde toda e o montador Antônio chegou às 17:40 hs. com as prateleiras. Mas havia esquecido os tucanos na loja. E a loja fecharia às 18:30 hs. Eu disse pra ele ir lá e pegar e ele disse que não sabia se daria tempo e eu já senti que ele estava só fazendo onda, que ele não iria voltar. Eu disse pra ele me ligar se não pudesse e ele nem se deu ao trabalho. Claro que eu notei que ele havia feito exatamente o que o Éverton havia proposto no dia anterior, só entregar sem montar. Coincidência? Naquele dia até podia ser, mas agora só acho que foi pura sacanagem mesmo.
Antônio falou que se não desse tempo, voltaria no dia seguinte na primeira hora da tarde.
Ah, eu havia tirado meu PC e tudo o mais da sala pra não pegar pó da parede. Pra nada. Remontei tudo novamente.

07/10 – Nesse dia, esperei e ninguém apareceu. Não lembro se liguei reclamando, pois já liguei tantas vezes pra lá que é impossível lembrar de tudo.

08/10 – Tirei todas minhas coisas do escritório novamente. Antônio apareceu no meio da tarde e instalou. Apesar de ter pago a instalação, ajudei-o, até pra não ficar sem nada o que fazer e adiantar as coisas.
Ele comentou que, apesar do prédio ser antigo, as paredes não tinham tijolo, apenas reboco ou concreto e eu disse que se não fosse ficar firme ali, podia colocar no corredor, que é parede externa do prédio e deveria ter tijolo. Mas ele disse que tinha ficado firme, então tudo bem.
Depois de tudo pronto, reparei que alguns cabeçotes dos tucanos de aço cromado (que deveriam ter brilho) pareciam ter sido resgatados de um incêndio: com aparência de queimado e algumas manchas pretas. Mostrei ao Antônio e ligamos para o Éverton, que se comprometeu em trocá-los.
Recoloquei minhas coisas no escritório.

09/10 – No dia seguinte, no fim da tarde, veio um novo montador e substituiu os 3 tucanos “queimados” por novos. Tirei minhas coisas da sala novamente. Quase 10 minutos ele levou pra desparafusar e recolocar um tucano entre prateleiras porque não tinha espaço para a chave de fenda. Eu havia sugerido a ele pra tirar a prateleira debaixo que atrapalhava os movimentos mas ele disse que dava trabalho. Ao final, a prateleira do meio ficou mal instalada e eu disse pra ele que teríamos mesmo que tirar a debaixo pra ele poder instalar corretamente a do meio. Sabe quanto “trabalho” deu pra retirar a prateleira debaixo? 30 segundos!
Aí, enquanto ele arrumava aquela, fui tirar outra prateleira pra ele poder colocar os tucanos de forma correta. Levei 20 segundos pra tirar a prateleira. Um “trabalhão”, quase morri!
Ele foi embora e eu finalmente iria poder organizar meu livros e caixas de papel nas 6 prateleiras.
Coloquei 3 caixas de papel (eu pesei depois: 8 kgs) em uma prateleira e aí me deu fome e fui fazer a janta.
Estava jantando e levei um susto com um estrondo.
Fui na sala e a prateleira azul onde havia colocado as caixas havia caído com tudo no chão. Um pedaço do acabamento azul quebrou e das duas buchas, apenas um ficou na parede, a outra saiu completamente. A parede, entretanto, fora os buraquinhos, estava intacta. Quer dizer, se a parede fosse fraca, algum pedaço dela teria quebrado.
Era noite, a loja já estava fechada.
Me dei conta de que não havia calculado o peso da prateleira em si, mas mesmo que ela tivesse algo entre 10 e 15 kgs, ela deveria ter agüentado os 8 kgs das caixas de papel. Mas aí eu me dei conta de que eu queria colocar uns 30 kgs de livros em cada prateleira e havia esquecido de somar o peso da prateleira junto. O Dante também esqueceu de mencionar isso. Acho que é algo que o vendedor deveria avisar o cliente, que tem que calcular o peso da prateleira junto.
Resolvi fazer uma pesquisa na internet e descobri o mesmo tucano, mas com um aviso que ele só suportava 9 Kgs. por unidade. Então o Dante teria me vendido tucanos que suportavam apenas 18 kgs mais uma prateleira que pesava por volta de 10 kgs.?

10/10 – No sábado, acordei mais cedo que queria pois não lembrava do horário de funcionamento e queria falar com alguém antes do meio-dia.
Falei com a gerente Daniela e fui grosso com ela, porque a essas alturas, com toda a enrolação pra instalar e com a queda eu já não tinha mais paciência.
Resumi tudo o que tinha acontecido.
Ele pediu desculpas, foi atenciosa, disse que não sabia de nada, que a fábrica estava fechada e que ia pedir uma prateleira nova com urgência na terça, depois do feriado.
E disse que o montador deveria ter colocado uma espuma especial dentro da parede pra segurar bem a bucha, mas não o fez. Ela disse que é isso o que costumam fazer quando acham que a parede não vai segurar.

13/10 – Ligo no meio da tarde e falo com o Dante, reclamo com ele sobre os tucanos e ele diz que cada fábrica tem uma especificação de peso diferente para os tucanos. Confirmo isso ligando pra outra empresa, que diz que os mesmo tucanos aguentam 20 kgs. Tenho que dar a ele o benefício da dúvida. Mas por medo dessas prateleiras pesadas caírem em cima de mim, do meu PC, impressora e tudo o mais, encomendo mais 6 tucanos. Agora, supostamente, cada prateleira suporta 45 kgs. Ou 27 kgs, na pior das hipóteses.
A prateleira ainda não havia sido encomendada, reclamo e ele diz que vai pedir com urgência.

19/10 – A urgência deles em fazer uma única prateleira é a mesma do Judiciário pra julgar penas de assassinato contra gente rica. Eu ligo, porque eles não estão nem aí. O Dante diz que vão entregar só na terça ou quarta.
Por alguma razão, não acredito nele.

20/10 – Sem acreditar que a estante estaria pronta vou lá pra pagar mais R$ 100,00 pelos tucanos. Claro que a prateleira não está pronta.
Falo com o Everton, pergunto qual o peso da prateleira que eu comprei, já que isso pode fazer alguma diferença entre ela cair ou não na minha cabeça.
Ele responde que não sabe.
Eu pergunto se eles não tem balança.
Ele diz que não. Mas concorda com minha estimativa de 10 à 15 kgs.
Porque isso não é uma surpresa?
Como uma empresa que vende suportes com limite de peso não sabe o peso inicial (prateleira) que elas terão que sustentar?

21/10 – Na quarta, ligam pra instalar na quinta. Consigo a balança da vizinha emprestada e pesando várias coisas pra conferir que ela está correta, descubro que a prateleira pesa apenas 6 kgs. Aproveito e peso meus livros. Com 3 tucanos em cada uma, elas devem resistir com 10 kgs de folga ou mais.

22/10 – Na quinta vem o Everton e o Antônio pra instalar a prateleira azul nova e os tucanos, numa tentativa de mostrar que se importam tanto com o cliente que mandam dois funcionários. Antes tivessem mandado só o Everton.
Tirei tudo do escritório novamente.
Eu resolvo conferir os tucanos na caixa de ferramentas do Antônio, pra ver se estão em boas condições. Confiro e coloco 2 de volta quando o Antônio diz que posso colocá-los na caixa de ferramentas do Éverton. Coloco os outros 4 na caixa do Everton.
Pergunto da espuma e eles dizem que como minha parede aparentemente não tem tijolo, a espuma pode causar fissuras e rachaduras e na pior hipótese, abrir um buraco na parede. Se eles estavam mentindo pra economiza espuma, dificilmente saberei.
Começam a furar parede e desta vez, o Everton coloca buchas maiores e troca algumas, pros tucanos ficarem mais firmes.
Porque o Antônio não fez isso da outra vez?
Antônio vai embora, atender outro cliente.
Nessa hora pensei em quantos clientes eles atrasaram o atendimento por minha causa e seu eu mesmo não estaria nessa situação por causa de um sem número de mal atendimentos da empresa...
Antes de ir, eles conferem pra ver se o Everton não vai precisar de alguma coisa da caixa de ferramentas de Antônio. Eles decidem que está tudo ok e eu penso em dizer pra eles reconferirem, só pra ter certeza. Mas o infeliz aqui não diz nada...
Algum tempo depois Everton está fazendo os últimos ajustes e pra adiantar, eu resolvo tirar a prateleira de seu pacote de papelão e noto que ela parece um pouco maior do que deveria ser e no papelão está escrito: 1,50 m x 30 cm. Everton resolve abrir e diz que a prateleira azul é branca. Bom, mas a espessura estava correta: 25mm. Palmas pra eles!
Aí ele diz que a culpa deve ser da fábrica e liga pra loja pra confirmar, mas como eu não escuto o que dizem do outro lado da linha, fico com dúvida de quem foi o erro na hora de pedir. Ele diz que como é culpa da fábrica, eles tem que fazer com urgência (a velha urgência) e entregar no dia seguinte.
Ele então vai finalizar os tucanos e no dia seguinte é só vir colocar a prateleira. Moleza. Moleza?
Everton então percebe que Antônio levou os dois tucanos embora sem perceber, apesar de ambos terem conferido a caixa de ferramentas.
Nessa hora me passou pela cabeça se o Everton não seria o Ivo Landa e que se eu começasse a espancar ele, ele gritaria pela produção e tudo seria uma pegadinha e todos daríamos boas risadas e eles me pagariam uns mil reais pelo incômodo.
Mas não era nada disso, era só uma empresa cheia de gente atrapalhada mesmo.
O Everton foi embora e notei que ele não havia instalado uma tampa plástica preta de proteção dos tucanos na prateleira do meio. Notei isso depois de ter colocado todos os livros na prateleiras. A proteção estava sobre um dos tucanos sem prateleira.

23/10 – Desmarquei minha fisioterapia pra esperar eles. Nada de prateleira.
Como eles não viriam, tirei os livros das duas prateleiras, tirei a prateleira de baixo, afrouxei o tucano da prateleira do meio e coloquei a proteção. Recoloquei a prateleira e os livros.
Precisava isso se o Éverton tivesse prestado atenção? A proteção não é uma coisinha pequena.
O Antônio me ligou no fim da tarde, claro, pra dizer que a prateleira não tava pronta, que podia ir entregar no sábado pela manhã.

24/10 – Sem confiar, nem coloquei o despertador pra tocar. Ás 11 hrs. o Antônio liga dizendo que tá na fábrica e que acha melhor entregar na segunda.
Brigar pra quê? Ele não queria vir mesmo.

26/10 – Segunda, no meio da tarde, eu ligo e pergunto direto pra recepcionista que horas eles pretendiam me ligar pra dizer que só entregariam no dia seguinte. Ela disse que iria verificar e me ligaria de volta.
Quinze minutos depois ela ligou de volta e disse que um funcionário havia se acidentado, mas que ele já estava bem, mas isso havia atrasado os serviços, que o Antôniuo estava em Viamão e poderia só voltar entre as 18:00 hs e 20:00 hs. Eu disse que não me importava, ele podia vir a qualquer hora. Não veio.
Bom, sobre o “acidente”, não acreditei muito, mas pensei que se fosse verdade, deveria ser um funcionário que instalou mal as prateleiras de algum cliente e elas caíram antes do previsto.
Não preciso nem comentar que o Antônio não veio.
Eu disse que no outro dia não podia.
Eu tinha outras coisas pra fazer.

27/10 – Antônio ligou querendo vir na primeira hora da tarde (ah, tá!) e eu tinha fisioterapia e outras coisas. Por desespero, topei que ele viesse depois das 16:00 hs.
Cheguei as 15:30 e fiquei fazendo minhas coisas e fazendo algumas ligações. Em duas ligações notei o sinal de que alguém estava tentando falar comigo. Cia das Prateleiras?
Como ninguém ligou mais, marquei acupuntura pras 18:00 hs. As 17:45 hs, Antônio liga querendo passar aqui. Diz que está em Viamão. Eu digo que só depois das 18:30 hs e que se ele não ligasse pro meu celular pra garantir, eu iria direto ao mercado.
Não ligou, fui ao mercado. 19:03 hs ele liga dizendo que está perto da minha casa. Eu chego em casa, ele chega 15 minutos depois, coloca a prateleira rapidamente e vai embora, esquecendo de levar embora a prateleira quebrada e a prateleira errada que eles fizeram. Eu também não lembrei, mas também não posso ficar fazendo tudo por eles não é?
E pra arrematar, conferi a prataleira instalada e percebi que um dos parafusos ainda deu quase 10 voltas antes de ficar realmente apertado.
Um primor!

Considerações finais

Se fosse uma empresa correta e organizada, a Cia das Prateleiras teria vindo instalar no dia 3/10 e feito o serviço em 2 horas, no máximo.
A prova da “competência” da Cia da Prateleiras esta aí: 24 dias pra instalar 6 prateleiras no meu mísero escritório!
Resultado: Muitas horas de trabalho perdidas, tanto por eu quanto por eles, muita raiva acumulada, muitos telefonemas pra reclamar, um post denúncia no meu blog que só tem 10.000 leitores por mês, envio deste post pra todos os setores da Cia das prateleiras e pra toda a minha lista de e-mails, além de postar esse texto em mais 3 sites de reclamações contra empresas.
E se a Cia das Prateleiras acha que eu não tenho políticos, um ou outro alto funcionário da prefeitura, empresários, jornalistas, professores e quase toda a área cultural de Porto Alegre na minha lista de e-mail, eles estão enganados.
E amanhã vou no Procon pra ver se é possível registrar queixa contra incompetência e demora abusiva de atendimento.
Talvez a Cia das Prateleiras esteja acostumada a trabalhar com clientes que gastam 10 vezes mais do que eu gastei lá e por isso me tratou como o governo, como cidadão de segunda categoria. Deveria ter um aviso no site e na loja avisando que compras, só acima de R$ 7.000,00 reais pra ser bem atendido.
E eu não duvido que eles liguem botando banca e reclamando disso, porque aqui no Brasil, o cliente está sempre errado e nunca tem razão de nada.

ENQUANTO ISSO...

MÓVEIS ARMIL – Empresa competente e confiável

Dia 28/09 - Compramos duas mesas de escritório que custaram R$ 1.200,00. O vendedor Ben-Hur (Nome de herói de épico romano. Parece que o nome do vendedor faz diferença nessas horas...) nos disse que levaria 30 dias. Só não encomendamos prateleiras lá porque eles não fazem coloridas. Ah, se arrependimento matasse...

Dia 20/10 – A empresa liga agendando a entrega para o dia 23/10. Eles ligaram!

Dia 22/10 – A empresa liga dizendo que já fizeram todas as entregas do dia e que estão com tempo disponível e podem entregar um dia antes do combinado. Eles chegam e entregam, desempacotam e colocam as mesas nos seus devidos lugares.

Resultado: A empresa nos atendeu super-bem e ainda entregou os produtos 6 dias antes do combinado! Eles simplesmente sabem fazer as coisas e não fizeram mais do que a obrigação, mas fazer o que se deve, nesse país de corruptos e incompetentes, acaba tendo que ser elogiado e louvado.
Quem viu o último programa do CQC, com o teste de honestidade com técnicos de lava-roupa sabe do que estou falando.
Recomendo a MÓVEIS ARMIL a todos!
Fica na Osvaldo Aranha, 590 – Bairro Bomfim – Porto Alegre
Fone: 3311 6617
e-mail: moveisarmil@myway.com.br


Com respeito se faz uma civilização!
Com desrespeito se faz a barbárie!

16 comentários:

Alinny Avelino disse...

adorei
ja disse e vivo dizendo a quem quiser ouvir: o mundo precisa de mais gente disposta a falar a verdade ate pra quem não quer ouvir
parabens

beijos

Carolyne Draw disse...

Poutz... q sacanagem... ¬¬
1 erro(dependendo)pode até ser perdoado...afinal errar é humano...
Mas essa sequência de erros + serviço feito "de boa vontade"... parece um filme de terror!
Bah Jerri, fiquei estressada só de ler.

Maay Mariins disse...

- Putz ...
nossa eu fiquei "revoltada" so d ler!...rs, o máximo q eu esperei uma entrega q ja tinha passado do praso foi 2 dias!(so pq 'eu' ameacei os caras)!¬¬
com o tempo vc vai achar graça...! ou não?! rsrsrs
Adorei o Post'xD

Alexandra Dias disse...

que absurdo! procon neles! boicote na cia. das prateleiras!

Lady.Bird disse...

Tu já tinha me contado esse rolo, mesmo assim vou ler o post, não agora porque a preguiça não deixa. Mas quando ler eu comento de novo :P
Bjs. Bruna F.

tamimartins disse...

HAHA' eu axei teu blog. Te admiro, cara. Cê traçou um perfil irreverente, um tanto desafiador, porém sincero. Agora cê pode falar o que quiser e não tá nem aí. É tipico conhecermos pessoas de opinião forte, mas é muito dificil encontrar aquelas que incorporam suas opiniões e até mesmo sustentam-se com sua sagacidade.

Esse tipo de sacanagem, tipo a das prateleiras rola com todo mundo, e é bem capaz da maioria ficar emputecida na metade da tua história. E no Brasil rola muito dessas discursões, os serviços são de qualidade inferior porque os prestadores sentem-se superiores ao prestá-los. É péssimo. Já passei por isso diversas vezes. Claro que depende muito da situaçao. Aquele vôo q atrasa, por exemplo, me diz, Q DIABOS A MULHER DO CHECK IN PODE FAZER A RESPEITO? pq destratá-la?
Mas tb tem essa coisa da terceirização de lojas como essa q cê foi. O serviço é tão tão ramificado, que na hora de reclamar cê não sabe por onde começa, e geralmente aquele com que vc fala nem sabe de quem vc tá falando. xP

Por isso eu compro hamburgue de rua, compro bungiganga de importadora, Instalo minhas próprias prateleiras, e não me iludo muito com eletrodomésticos. Se tudo vier a cair na minha cabeça (figurativamente) pelo menos eu sei que quem fez errado fui eu, ou posso ir naquele especifico senhor que fez o hamburguer que me deu dor de barriga.

HAHA' divaguei~ xD

:) vou favoritar-te. bjs.

Bárbara disse...

Podia passar o endereço da Cia das prateleiras pra eu nuca ir lá .... bando de incompetentes...... *-*
Quando for comprar prateleira eu vou comprar nas moveis armil mesmo que nao sejam coloridas....... =D

♥ Mαrcellα L. disse...

As pessoas acham que comprar coisas da empresa deles é um favor que eles fazem pra gente...
Nas férias fui pra casa da minha avó que tinha comprado uma estante nas Casas Bahia a um mês, que seria entregeue e montada na mesma semana... Por ela ser uma senhora de idade, e ligar com muito humildade e educação ninguém levava a serio. Então eu e meu primo ligamos e "conversamos" com a atendente burra que nem o tipico gerundio sabia usar. Montaram no mesmo dia, ou seja: Grosseria acaba sendo fundamental nessas horas.

E isso não acontece só com coisas a serem montadas, é raro achar um mês que a minha revista da Capricho não atrasa pra chegar (agora deram pra jogar por cima do muro)
Ai ligo lá (rezo pra algum homem me atender, porque se for mulher pode desistir - loiras burras existem sim).
Meu diálogo depois de uma hora no telefone tentando explicar pra moça que a revista tá atrasada e que a parcela mensal já foi paga:
- A gente vai estar mandando outra exemplar pra senhora, que deve chegar dentro de um mês.-
- Mas, daqui um mês já são mais duas revistas que chegaram e essa ainda não vai ter chegado?-
- É o que eu posso fazer.-
- Não mais se eu quisesse assim eu não assinava, pegava dinheiro e comprava na esquina.-
-A senhora pode fazer isso e a editora Abril te reembolsa, peço que não se altere comigo senhora.-
- Eu (pausa) quero (pausa) a minha revista (pausa) até amanhã, porque se não EU CANCELO ESSA PORCARIA DE ASSINATURA E DIFAMO A EDITORA!-
- Tudo bem, eu vou estar enviando ainda esse mês.-
- Eu vou estar mandando a senhora ir tomar no seu ** se essa revista não chegar essa semana.-
- Me desculpa senhora._

(a revista chegou em três dias e a editora ligou pra saber se eu tinha recebido)

Nossa, comentario grande! o.O

Beeijos

Isabela Costa Santos disse...

Me diverti junto com minhas mãe lendo a denúncia!
Isso me lembra a novela que foi pra telefonica instalar telefone aqui em casa e na da minha vizinha!
É incrível o tramento dessas empresas para com os clientes! Atendimentos ótimos, não?
Irônicamente é claro.
Beijos!

'Juuh! disse...

Nossa... que mancada... também quero o endereço... NUNCA MESMO QUE EU VOU LÁ...!
Ah, eu tô já faz um tempo pra te perguntar porque que a sua coluna ficou de fora da última Capricho(com o David Henri e a Selena Gomez)?
Senti falta das suas zueiras lá... buááá
hahaha
foi a primeira coisa que eu notei (pq a sua coluna é a primeira coisa que eu leio na resvista)!
boom, então tah... acho que vc num vai responder esse comment, né?
tudo bem
bjão Jerri
tchau!

Nicky disse...

amei... fiquei super indignada mas, ri muuitoo

;*

carolina bruna disse...

desculpa, mas eu me diverti a bessa com sua desgraça. foi muito engraçado.
mas num liga não porque já aconteceu coisa parecida comigo, mas foi a instalação de um vaso sanitário! troxeram peças que não eram nem da mesma marca e se eu ficasse sem privada, tava perdida, a peça que vinha errada ou com defeito era sempre a mesma, só a ultima do estoque não veio trincada, não vazava e correspondia com a minha encomenda, eu perdi o dia todo em casa e tinha meus compromissos, fiquei o tempo todo ligando falando com todo mundo menos quem quisesse resolver meu problema, teve hora que me recomendaram comprar silicone pra resolver o vazamento de um produto novo que devia vir perfeito, quando liguei lá só pra me passarem pra algum setor de reclamção a moça que me atendeu ficou ofendida e disse que isso era com o fabricante, logo percebi que ela já era a responsável pela loja e que num tava nem aí, mas que ela me ouviu e me aguentou o dia todo brigando pelo meu direito isso ela levou. mas pelo menos tudo se resolveu no dia e eu pude usar meu banheiro!

Natália disse...

Que novela por causa de 6 prateleiras hein?! Processa mesmo, além de gastar com eles, perdeu tempo e com certeza mais dinheiro. beijos :D

Élide Elen disse...

Agora pense nas pessoas que passam por isso e não tem blog ou uma lista de e-mails recheada?

"Cidadão de segunda categoria", adorei a definição!

Kétherine disse...

Tiipo.. como eu consegui ler isso tudo???

Aff... esssas empresas são tudo irresponsáveis. Aki em casa acontece isso direto

Anônimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]generika cialis[/url] kaufen cialis 20mg
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]prezzo cialis[/url] cialis comprare
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]comprar cialis[/url] comprar cialis original
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]generique cialis[/url] prix cialis 20 mg