sábado, 16 de fevereiro de 2008

SAUDADES DOS ANOS 70, 80, 90?


Amigo(a), isso é só a velhice chegando. Não tenha medo de amadurecer e nem desse mundo mutante que parece que está te deixando para trás. Acompanhe o seu tempo, que é agora, que você está vivo, e aproveite a cultura atual, que tem tantas coisas boas e ruins quanto a de qualquer época.

Só pra ilustrar:

Fergie e Simple Plan não dá pra escutar, bacana mesmo são os Beatles e os Rolling Stones, reclama meu pai.

Beatles e Rolling Stones são uma porcaria, bom mesmo eram as Big Bands dos anos 30 e 40, já dizia meu avô.
As Big Bands são um lixo, música é Mozart, Chopin, já dizia minha bisavó!

E essa merda de Táxi Driver, Poderoso Chefão, filmes de violência explícita e sem sentido. No meu tempo filme de gangster bom era com o Humphrey Bogart e o James Cagney já dizia meu tio-avô!
E cinema é para ignorantes, a verdadeira arte está no teatro, já diziam os prmeiros críticos de cinema no século XIX!
E a razão pela qual as coisas hoje parecem mais meia-boca do que antigamente, é porque hoje cem vezes mais gente do que antigamente tem acesso a meios de produção cultural e pode se aventurar nessa área com custo relativamente baixo. E a multiplicação de mídias pelo qual divulgar seu trabalho também aumentou estrondosamente.Só que infelizmente, nem todo mundo é "artista", embora muitos pensem que são, o que faz com que a qualidade de produção cultural pareça estar caindo, mas não é isso, é só quantidade.

Só que agora dá mais trabalho separar o joio do trigo, mas ao mesmo tempo, é mais divertido quando a gente descobre coisas novas e interessantes de muita gente boa que não teria oportunidade antes, agora tem. Antigamente, digamos, 100 anos atrás, a classe média da época nem podia pensar em se aventurar nas artes.
E no fim das contas, você não tem saudades dos bons filmes e músicas das décadas passadas, você tem é saudades da sua juventude...

6 comentários:

isaac davis disse...

excelente conclusão para um post cheio de sentido. no fundo é isso mesmo, nós temos saudades da nossa juventude, do que já fomos, do que sentimos, dos primeiros amores, da panóplia de oportunidades que tínhamos pela frente. agora, essas oportunidades contam-se pelos dedos de uma mão apenas, os nossos horizontes são cada vez mais limitados. é assim o chamado envelhecimento. não há como pará-lo. só... morrendo.

Kitty disse...

bah, eu sou saudosa, mas aproveito bastante o presente.


Fergie e Simple Plan não dá pra escutar, bacana mesmo são os Beatles e os Rolling Stones, reclama meu pai. - Também concordo, tirando a parte dos Rolling Stones (pelo menos considerando a atualidade (e a gravidade..hahaha))

Era bem bacana esse Ilha dos Lobos...eu gostei mais do outro, da rede Versare que tinha pertinho desse, mas eu tava com um bando de gente (minha tia com o esposo e os filhos e eu, o pai e a mãe) e nesse n tinha quarto suficiente pra todo mundo. Eu dei azar e nem praia aproveitei..mas assisti o Oscar (infelizmente, na Globo, mas nem tudo é perfeito..) sentada na parte de cima do beliche (adoro acordar e dar de cabeça no teto..tô dizendo: eu sou masoquista! haha)e fazendo comentários e críticas via msn...tava realizada! :P

Kitty disse...

Bah, chiquetérrimo esse presente, hein? Vou pedir de 15 anos pros meus professores 4 dias no Conrad, em Punta..(haha..acho que nem no Plaza de Porto Alegre eu conseguia arrancar deles, quanto mais o Conrad :P Mas a tentativa é válida! haha)
Lá em Torres eu saía mais à noite..sou meio vampira, n gosto muito de sol. Só fui pro sol nessas férias lá na praia de Palmas do Arvoredo..mas não ficava fritando na areia, ia era fazer bodyboard..acho hiper relaxante isso :D

Kitty disse...

hahaha eu tive saco pra ler até o fim e quase morri de raiva..e não achei o botão invisível!! haha

Liz disse...

Gostei do post. Sentir saudades é bom, mas tem que ser com moderação. Como disse o tio Dumby, não adianta viver no passado, e esquecer do presente.
Muito obrigada, mesmo, por ter passado no meu blog. Gostei das dicas pra ter um bom blog, e vou fazer uma delas hoje. Ah, e eu continuo passeando na Rendenção. Fui lá hoje mesmo (mas não consegui aparecer no Jornal do Almoço, dá pra acreditar? hehe)

Bruna disse...

Não concordo, já que tenho 14 anos e ouço bandas de quando eu nem era nascida e acho que a maioria das bandas de hoje são umas porcarias.