domingo, 25 de janeiro de 2015

TOP 5 - AS MELHORES SÉRIES FANTÁSTICAS

TWIN PEAKS


A produção foi considerada revolucionária para época, pois fugia das fórmulas de outras séries que geralmente buscavam algum senso de moral . Twin Peaks possuía uma história complexa nunca vista em uma série antes, personagens estranhos e excêntricos, tramas cheias de mistérios, sendo difícil categorizá-la, pois possuía momentos alternados entre suspense, surrealismo, drama, policial, humor, terror psicológico. A série influenciou outras séries como Arquivo-X . A misteriosa morte de Laura Palmer, a música tema de Angelo Badalamenti, assim como a forma como cada habitante de Twin Peaks estava envolvido com a morte de Laura Palmer ajudou a segurar o trama e a tensão e ter uma 1ª temporada aclamada pelo público e crítica até os dias atuais. Diretor de diversos filmes aclamados pela crítica, David Lynch trouxe para a TV sua obsessão pelo mal que se esconde no coração dos homens e de seres que vivem na fronteira entre o sonho e o pesadelo.

Texto adaptado do Wikipedia.


ALÉM DA IMAGINAÇÃO


"Há uma quinta dimensão além daquelas conhecidas pelo Homem. É uma dimensão tão vasta quanto o espaço e tão desprovida de tempo quanto o infinito. É o espaço intermediário entre a luz e a sombra, entre a ciência e a superstição; e se encontra entre o abismo dos temores do Homem e o cume dos seus conhecimentos. É a dimensão da fantasia. Uma região Além da Imaginação."

Essa era a narrativa inicial de todos os episódios de Além da Imaginação, série criada por Rod Serling entre 1959 e 1964 em preto e branco, para o canal CBS nos EUA.

Nos anos 60, havia uma ansiedade no ar, durante toda a semana, até a chegada do sábado, à espera de um novo episódio de Além da Imaginação. O público ficava maravilhado com aquele mundo paralelo, cheio de fantasia e absurdos com lógica e que poderia até passar por verdade na mente de algumas pessoas mais influenciáveis.

Além da Imaginação foi o maior sucesso de Rod Serling na TV e que o faz ser lembrado até hoje pelos enredos envolventes e a forma peculiar de tratar com o sobrenatural. Sem aberrações, sem efeitos especiais, apenas uma história bem contada e bem dirigida, nisso Serling era um mestre. Em 1985, a série ganhou uma nova versão que teve 3 temporadas e durou até 1989.

Fonte: Mofolândia


HEROES


Um mundo real como o nosso, mas com pessoas com habilidades extraordinárias vivendo entre nós. Algumas estão conscientes de seus poderes, outras apenas suspeitam e um número maior ainda não despertou para sua realidade fantástica.

Claramente baseado em um sem número de quadrinhos, para citar apenas WATCHMEN e X-MEN, HEROES foi lançado com um timing perfeito. Super-heróis estavam bombando no cinema (e ainda estão), então porque não lançar uma série de TV sobre eles?
Apesar das duas primeiras temporadas conseguirem trabalhar bastante bem os personagens e o universo criado ao redor deles, a greve dos roteiristas na terceira temporada e diferenças criativas com a equipe causaram uma queda abrupta na qualidade narrativa da história, fazendo com que a série fosse cancelada ao final da quarta temporada.


ARQUIVO-X


Na série, os agentes do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson) são investigadores de arquivos-x: casos não solucionados envolvendo fenômenos paranormais. Mulder acredita na existência de extraterrestres e em paranormalidade, enquanto Scully, uma médica cética, é designada para fazer análises científicas das descobertas de Mulder. Ainda no começo da série ambos agentes tornam-se alvo de uma trama conspiratória (denominados "mitologia" pelos produtores), e passam a confiar apenas um no outro.

A série ganhou popularidade no meio da década de 1990, conduzindo a um filme em 1998, chamado (The X-Files: Fight The Future). Este foi seguido por um filme após o término da série, The X-Files: I Want to Believe, em 2008. Nas duas últimas temporadas, Gillian Anderson tornou-se a protagonista enquanto David Duchovny aparecia intermitentemente, e novos personagens foram introduzidas: os agentes John Doggett (Robert Patrick) e Monica Reyes (Annabeth Gish), enquanto o chefe de Mulder e Scully, o diretor assistente Walter Skinner (Mitch Pileggi), também tornou-se personagem central. Até o término da série, Arquivo-X era a série com maior tempo de duração na história da televisão americana, posto ocupado logo após por Stargate SG-1.

Fonte: Wikipedia


MISFITS


Um grupo de delinquentes juvenis são atingidos por um raio enquanto cumprem serviço comunitário e começam a desenvolver superpoderes.

Fosse uma série americana, romances bobinhos, piadinhas juvenis e atos heróicos de rendenção seriam a tônica do show. Mas como é uma série britânica, o que acontece são muitos assassinatos não-intencionais por parte dos protagonistas, sexo tão normal quanto pervertido, consumo exagerado de drogas e muita balada. Afinal, jovens com superpoderes tem que aproveitar a vida. 

Nenhum comentário: